Aracaju/SE

anuncie-aqui-visao-politica-770-100
Pesquisar
Close this search box.

André Moura comemora 15 anos da Operação Lei Seca no Rio de Janeiro como exemplo nacional

Em recente entrevista concedida ao Jornal do Rio da Band, o secretário de Estado de Governo (SEGOV) e de Representação do Governo do Rio de Janeiro em Brasília (SERGB), André Moura, foi entrevistado para discutir o aniversário de 15 anos da Operação Lei Seca no estado do Rio de Janeiro e pioneira no país. Ele ressaltou os investimentos que estão sendo feitos em equipes e em tecnologia, os quais são importantes para alcançar os impressionantes resultados obtidos, demonstrando uma significativa redução nos acidentes com mortes e não fatais no trânsito após a implantação da operação.

Durante a entrevista, André Moura disse que, ao longo desses 15 anos, foram realizadas mais de 4 milhões de abordagens e que mais de 300 mil motoristas foram flagrados dirigindo sob o efeito de bebidas alcoólicas. “São números impressionantes que demonstram a importância de realizar esse trabalho. Isso mostra a eficácia da operação e o empenho incansável de nossa equipe, que atua diariamente, inclusive nos finais de semana”, ressaltou. 

O Secretário anunciou uma novidade, a aquisição de drones equipados com tecnologia infravermelha. Esses drones serão utilizados para monitorar motoristas que tentam evadir as blitzes, aumentando a eficácia da fiscalização. Essa iniciativa demonstra o compromisso contínuo do governador Cláudio Castro em aprimorar a segurança viária e garantir que a Operação Lei Seca continue sendo uma ferramenta eficaz na redução de acidentes e na promoção de um trânsito mais seguro para todos.

“Além disso, estamos intensificando o combate aos ‘fadas’, aqueles motoristas profissionais que assumem temporariamente o volante para que os motoristas que ingeriram bebidas alcoólicas possam passar pela operação sem serem flagrados. Vamos garantir que esses infratores sejam identificados e punidos, reforçando nosso compromisso com a segurança no trânsito”, enfatizou André. 

Graças a essa operação, foi possível reduzir cerca de 35% dos acidentes com mortes e 55% dos acidentes no trânsito do Rio de Janeiro. E, visando aprimorar ainda mais o serviço, estão em processo a aquisição de drones, equipamentos de alta tecnologia que serão utilizados para monitoramento e fiscalização mais eficientes. Moura também destacou o aumento no consumo de bebidas alcoólicas durante a pandemia, o que contribuiu para um crescimento nos casos de direção sob influência do álcool.

No entanto, apesar dos desafios, o trabalho de conscientização e fiscalização continua, buscando melhorar a segurança no trânsito. Ele enfatizou que a Operação Lei Seca do Rio de Janeiro serve como referência para todo o país, demonstrando que é possível alcançar resultados positivos por meio de uma política de segurança viária bem-sucedida e determinada. O objetivo é continuar avançando e aprimorando o trabalho, garantindo um trânsito mais seguro para todos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *